Enfim primavera...

Oi pessoal,


Eu achei que estava preparada para o inverno, e no fim descobri que estava absolutamente enganada!! Mas também acho que não tem jeito de se preparar só de ler sobre, ver fotos, vídeos... é preciso viver o inverno.

É muito triste ver o dia começar as 8h da manhã e acabar 4:30h da tarde. Não ter o sol brilhando e deixando tudo mais colorido, aliás viver em branco é muito difícil, e olha que não sou uma pessoa de muitas cores.

O humor muda assim como o tempo, e passar o primeiro inverno longe de toda família foi muito desafiador. Você já ouviu falar da depressão do inverno? Muito comum por aqui, não tem muito jeito de sair de casa, as vezes nem pro trabalho. 

Até o Noah sentiu. No último mês, sempre que estávamos voltando para casa, ele via nossa rua e começava a chorar. Não queria mais ficar em casa, queria sair, brincar fora e ao mesmo tempo, com toda a roupa de inverno não conseguia ficar de fora muito tempo.

É difícil até de explicar mas enfim, está acabando...

Foi o inverno mais intenso dos últimos 10 anos e nem os canadenses estão aguentanto mais. Temos mais alguns dias frios e com previsão até de neve, mas hoje chegando em casa, vi no meio de um monte de plantas secas, grama morta uma flor brotanto. Me renovou... 

Assim como o inverno muda nosso humor, espero que a primavera traga uma nova fase com ela. Que sejam meses mais alegres, mais fáceis pois estamos prontos para apreciar um simples passeio sem pressa ao redor da nossa cidade...

Beijos!!

Como eu consegui fazer meu filho dormir a noite toda...

Oi pessoal,

Hoje vou contar como, finalmente, consegui fazer com que o Noah consiga dormir a noite toda!!

Demorou, mas aprendemos a aplicar no nosso dia a dia. Não foi mágica, mas muito esforço e determinação e muita, mas muita vontade de dormir direito também!!
  



Não vou fazer que funciona todo dia... Existem sim noites difíceis mas hoje se tornaram exceções. 

Ahhh esqueci de falar, mas o Noah está com 1 ano e 8 meses.

Espero que tenha ajudado!!

Beijos!!



Resumo de Janeiro: Frio, multa, trabalho novo...

Oi pessoal,

Depois de um início de ano muito louco, olha só que apareceu..!!!

Fiz um vídeo falando de tuuuddooo que aconteceu no mês de janeiro! Muitas notícias boas, algumas nem tanto.



Estamos muito surpresos sobre o desenrolar da multa de trânsito, mas não tem o que fazer... Esperar e nunca mais fazer isso de novo. 

Beijo!!! 

Até a próxima!! (Não vai demorar! Prometo!!!)

Comprinhas de fim de ano

Oi Pessoal,

Respondendo algumas perguntas sobre o preço das coisas por aqui, mostro algumas comprinhas que fiz no final do ano.






Se quiserem saber de algum produto específico só me falar aqui que vou pesquisar e mostrar!

Beijos!


Mylla Amancio


Metas 2018

Oi pessoal,

Todo mudo já escreveu as metas para 2018?? 

Aqui em casa a gente sempre fez isso e o estar hoje no Canadá é uma meta cumprida desse ano!

Chamei o Léo e o Noah também quis aparecer para deixar registrado quais são nossas metas para esse ano. Espero que no final do ano a gente consiga ver todas elas realizadas!

Para assistir é só clicar AQUI

Um feliz 2018 a todos, que seja uma ano de alegria, realizações e crescimento para todos nós!!

Beijos!!

Mylla Amancio

Sobre a onda de frio no Canadá...

Oi pessoal,


Estou recebendo muitas mensagens sobre a onda de frio que chegou aqui no Canadá e Estados Unidos e resolvi falar um pouquinho de como tem sido "passar frio" aqui rsrsrs


Primeiro é bom mostrar um pouquinho da geografia, por que muitas vezes pensamos que se nos Estados Unidos está frio, no Canadá então todo mundo morreu congelado heheh, mas na verdade, existem alguns estados dos EUA que está na mesma região do Canadá, Olha só...


Pinterest

Ahhh mas só esse pedacinho!!! Mas então, a maioria da população do Canadá que de acordo com o censo de 2016 são um pouco mais 35 milhões, vive a uma distância de até 160km da fronteira com os Estados Unidos. 


canada-population
geopoliticalfutures.com

Dito isso, como lidar com essa onda de frio?


1 - Todos as casas, carros e estabelecimentos tem aquecedor!!


Em qualquer lugar que você chegar, vai estar aquecido. Independente da cidade que você mora!! Como vocês sabem, estamos em uma cidade de 1600 habitantes que tem uma infraestrutura incrível para aguentar o frio!!

2 - Alertas sobre o clima


Já falei sobre os aplicativos de clima que tenho e uso muito nesse post aqui, é obrigatório olhar a temperatura antes de sair de casa. Não só temperatura, mas alertas de tempestade também!! No início do mês recebi uma notificação do aplicativo pedindo para cadastrar para receber alertas de frio extremo e tempestades, então sempre recebo com antecedência quando o tempo vai ficar crítico.

Tem também alertas na tv e rádio, então é impossível não saber!! Desde setembro estão avisando que esse ano será o mais frio dos últimos 10 anos, então dá pra se preparar antes do frio chegar.


3 - Ningúem fica muito tempo fora de casa


Aqui não vivemos isso pois não temos transporte público, mas em cidade maiores já vi que tem aplicativos que realmente funcionam mostrando os horários de ônibus, street car, metrô para que ninguém tenha que ficar esperando sem saber quanto tempo nos pontos.

Lógico que temos que sair de casa e aproveitar também a diversão que a neve proporciona. O Noah ama e quero muito andar de snowmobile mas, precisamos estar muito bem vestidos para isso!!


4 - Dirigir na neve não é fácil


Escorrega muito, por isso quase todo mundo troca os pneus do carro para os de inverno nessa época do ano, o que dá mais aderência do carro com a rua!! Mas mesmo assim, não dá pra saber onde a calçada começa ou onde está o recuo fazendo o carro atolar na neve (o Léo sabe como é isso rsrsr precisou de ajuda de outro carro para sair do lugar)


5 - Estocar comida


Foi uma diferença imensa pra mim desde de que chegarmos pensar que preciso estocar comida. No Brasil morava há 5 minutos do supermercado, mas aqui temos que pensar que pode acontecer de algum dia o acúmulo de neve ser tão grande que ninguém pode sair de casa, então precisamos estar preparados para isso também! Parece desenho animado né?!



Somos novos por aqui mas vai uma dica super importante que aprendi e penso nisso todos os dias

NÃO SUBESTIME O FRIO!!!


O frio dói, machuca e até mata! Então esteja realmente preparado para isso, sempre se vista com exagero e não tente imitar quem já mora aqui há um tempo e já está mais adaptado! Já vi gente na rua com camiseta e colete o que é loucura até para quem nasceu aqui, mas cada corpo reage ao frio de uma forma diferente. Eu prefiro sempre pecar pelo excesso!! 

A menor temperatura que pegamos até agora foi -15ºC mas com sensação térmica de -24ºC e vai cair ainda mais!!! Tem cidades que já estão vivendo o -30ºC com sensação térmica ainda menor. Previsão de temperatura positiva agora só em Março/2018.

Eu já sinto falta do sol quente (porque os dias frios aqui também tem sol para enfeitar o céu, esquentar que é bom...) do corpo quente, parece que mesmo aquecido dentro de casa, com roupa quentinha, não é a mesma coisa de sentir calor! Muita gente viaja para a praia nessa época do ano e consigo entender perfeitamente o porquê!!

Mas, é lindo de ver e uma experiência incrível de viver!! Sonhamos muito com esse momento e estamos aprendendo a viver no meio desse clima gélido!

Beijos!

Mylla Amâncio

Nosso Natal

Oi Pessoal,




Filmei o máximo que consegui para compartilhar com vocês como foi nosso primeiro natal aqui no Canada!!!

Foram experiências novas, incríveis mas também dias cheios de saudades...

Assistam e deixem seu comentário!! 


Feliz natal a todos e um ano cheio de coisas boas para todos nós!!!

Beijos

Mylla Amanio

Expectativa X Realidade de morar no Canadá

Oi Pessoal,


É muito natural quando estamos prestes a viver qualquer mudança na nossa vida, comerçar a idealizar de como será, o que vai acontecer... 


Conosco foi ainda maior, pois não só imaginamos, mas pesquisamos muito sobre o que as pessoas que já moraravam por aqui falava. Só não contávamos que viveríamos muitas coisas diferentes já que não achei relatos de pessoas que vivessem fora de grandes centros como a gente.

Fiz um vídeo falando se nossas expectativas foram iguais a tudo que estamos vivendo. 


Qualquer dúvida, sugestão deixe seu comentário!!

Beijos!!

Mylla Amancio

Nossa experiência com o Sistema de Saúde Canadense

Oi pessoal,


Falei em alguns posts sobre isso, mas só conseguimos nosso Health Care (Atendimento Médico) após 3 meses. Antes disso, tínhamos um plano privado que cobria emergências, mas que nem precisamos utilizar.

No início de novembro fomos ao Service Ontario, que é onde se resolve todas essas questões de documentação do Governo de Ontario, levamos nossos passaportes, carteira de motorista e comprovante de endereço. Tivemos que preencher um formulário, tirar fotos e eles nos deram um papel que foi substituído por um cartão que chegou pelo correio umas 2 semanas depois.

No dia 29/11 completou nossos 3 meses e já estávamos com cartão em mãos. Uns dias depois fui até uma clínica de saúde aqui da cidade para tentar conseguir uma consulta com o médico da família. Aqui, todo mundo precisa de um médico de família, que seria um clínico geral no Brasil. Todos são atendidos por ele primeiro e se tiver alguma necesidade, ele encaminha para o especialista. Nesse dia eu não consegui falar com ninguém, a clínica estava fechada.

Fui novamente no dia 04/12 e consegui dessa vez falar com a secretária. Expliquei toda a situação, que tínhamos chegado agora na cidade e que viemos do Brasil etc... ela disse que o médico não estava aceitando mais pacientes pois já estava com a quantidade de pessoas que podia atender completa, mas que por sermos novos aqui, ela iria falar com ele e me daria uma resposta.

Me preparei para esperar no mínimo uns 15 dias, mas na mesma tarde ela ligou falando que o médico tinha nos aceitado e que eu precisava voltar na clínica e preencher uns formulários. Voltei com nossos cartões e documentos e já pedi para marcar uma consulta para o Noah, estava preocupada com as vacinas que ele precisava tomar e também porque no Brasil íamos com regularidade na pediatra para acompanhar a saúde dele.

Aqui outra surpresa, achei que ela marcaria uma consulta para 1 mês depois mas já sai de lá com a consulta agenda para a mesma semana, na sexta dia 8/12. No dia da consulta chegamos no horário marcado e já fomos encaminhados para o consultório. O médico chegou 1 minuto depois!!! Fez as perguntas sobre a saúde do Noah, mediu altura, peso e perguntou o motivo de eu ter marcado a consulta. Falei sobre as vacinas e ele tirou cópia da carteira de vacinação do Noah e foi comparando com o calendário daqui. Em resumo, o calendário é um pouco diferente, mas cada um contempla a necessidade do país. O médico ficou de pesquisar melhor e ver quais eram as diferenças e me retornar se o Noah tivesse que ser vacinado.

No dia 14/12 a secretária me ligou e disse que o Noah precisava de 3 vacinas mas que o médico iria aplicar uma por mês e marcamos a primeira para hoje (18/12). Como o Noah estava muito gripado esse fim de semana, com febre e congestão nasal fortíssima, ele não foi vacinado, mas aproveitei a consulta para ver sobre essa gripe, se não era nada grave e receita de remédios. 

Minhas impressões


Eu estou meio abismada ainda com a rapidez de tudo por aqui. Foi tudo muito simples e nada burocrático!!

O médico não atrasou!! Nem na primeira consulta, nem hoje e espero que seja assim sempre rsrsrs... No Brasil, com plano de saúde esperava horas por uma consulta com horário marcado.

O próprio médico é quem aplica a vacina na consultas marcadas. Então não tem essa de ter que pegar outra fila em Cais (quando a vacina é gratuita) ou em clínicas particulares.

Não existe vacinas pagas aqui! Eu lembro que a médica recomendou uma vacina para o Noah que quando olhamos era mais de R$1.000,00 todas as doses. Quando comentei com o médico sobre isso aqui, ele ficou sem entender!!

Ainda não sei se quando precisarmos de algum especialista será tão rápido quanto o médico de família, dizem que é mais complicado e demorado.

O calendário de vacina do Canadá não é igual em todo país. Existem diferenças dependendo das províncias, como moramos em Ontario, tudo que falei aqui é referente a essa província.

Bom, essa foi nossa experiência indo ao médico por aqui. O Noah já tem outra consulta marcada para aplicar a vacina, e nós estamos muito satisfeitos e surpresos de um jeito muito bom em ver como as coisas realmente funcionam por aqui!!

Qualquer dúvida é só perguntar...

Beijos!!

Mylla Amancio

Goiânia - São Paulo - Toronto - Parkhill


Oi pessoal,


Hoje fiz um vídeo mostrando um pouquinho de como foi nossos últimos meses, semanas e dias antes de vir para o Canadá e como foram nossos primeiros dias por aqui.



Confesso que um cisco caiu no olho vendo esses vídeos e fotos novamente!! O Léo saiu do trabalho um mês antes da viagem e conseguimos aproveitar muito com nossas famílias, e foi a melhor coisa que fizemos.



É muito difícil descrever as emoções desses dias, era um misto de muita alegria de ter conseguido e muita tristeza de pensar em ficar longe de todo mundo!! 




Só clicar AQUI para ver esse vídeo, acho que o mais emocionate até agora!!



Eu escrevi sobre como foi viajar com os gatos aqui e com o Noah aqui

Espero que tenham gostado, qualquer dúvida, deixe seu comentário!!

Beijos!!

Mylla Amancio




Favoritos do Noah

Oi Pessoal,

Quando chegamos aqui, o Noah estava com 1 ano e 3 meses, e a maioria das coisas dele ficou no Brasil. Nesse vídeo vou mostrar o que compramos aqui e ele tem aproveitado muito (eu também..)




Espero que tenham gostado. Quer saber de mais alguma coisa é só deixar seu comentário,

Beijos!

Mylla Amancio

Compramos nosso carro!!!

Oi pessoal,


Quem me segue no instagram viu que sábado finalmente pegamos nosso carro. Por aqui, para conseguir comprar um carro, as coisas funcionam um pouco diferentes e até curiosas. Vou tentar explicar em detalhes...


Assim que chegamos aqui, começamos a pesquisar em alguns sites como Kijiji e Auto trader pra ver preços e modelos de carro. São poucos modelos iguais ao do Brasil e vi que a maioria das famílias tem uma mini van. 

Mas num certo ponto, eu desisti de olhar por que só me deixava mais ansiosa, então o Léo continuou pesquisando algumas opções e me mostrou 3 que seriam viáveis.

Eu não sei como funciona e nem sei se teríamos acesso ao financiamento de carro já que estamos aqui há pouco mais de 3 meses, mas como sabíamos que iríamos precisar de um carro por morar em uma cidade pequena, já reservamos uma parte da nossa poupança que trouxemos para a compra do carro.

Uma coisa curiosa aqui é que a kilometragem de carros usados é muito alta!!! Nos assustou um pouco mas vimos que as condições de estrada aqui são ótimas, e as revisões nos carros frequentes e bem feitas então não tinha muito a ser feito nessa questão.

Assim que pegamos nossa carteira de motorista, fomos olhar uma das opções de carro que o Léo tinha separado. Foi assim de imediato mesmo, saimos de Clinton onde fizemos a prova e fomos para London onde ficava a loja que tinha o carro que olhamos. Decidimos por comprar um uma loja e não particular por que é muito comum aqui venderem o carro "as is" ou seja, como ele está. Se tiver algum problema mecânico o responsável é quem comprou, e não estávamos dispostos a ter que encarar carro quebrado precisando de mecâncio tão cedo. Comprando nessa loja, o carro seria todo revisado e teríamos a garantia de 3 meses em tudo que foi trocado.

Olhamos dois carros e ficamos de pensar melhor. Não queríamos comprar nada por impulso. Quando nos decidimos, fomos verificar o que precisávamos para fechar o negócio. O vendedor nos passou o número de registro do carro, parece com o nosso número de chassi, onde consta o histórico do carro: quantos donos o carro teve, se já foi envolvido em algum acidente...

Com esse número, procuramos uma seguradora de veículo porque aqui o seguro é obrigatório. Nosso seguro ficou bem acima da média pois não temos histórico de direção no Canadá e nossa carteira é G2. Também já esperávamos por isso pois no site Kanetix.com conseguimos fazer a previsão de quanto será o seguro do carro.

Com o seguro pronto, enviamos as informações para o vendedor que providenciou a placa e o lincenciamento. Isso tudo pagamos a parte e o curioso é que a placa é nossa. Se um dia a gente for vender o carro, temos que tirar a placa do carro e transferir para o carro que comprarmos. Tem jeito de personalizar a placa também, pagando uma taxa, mas por enquanto não precisamos de nada personalizado rsrs.

Tudo isso demorou duas semanas, mas enfim estamos super felizes com nosso carro, usado e com bons kilometros rodados mas que é o melhor do mundo para nós!!!!

Beijos!

Mylla Amancio

Como tirar a Carteira de Motorista Canadense


Oi pessoal,


Image result for drive test canadaDiferente do Brasil que a CNH é nacional e tem apenas uma código de trânsito para o país inteiro, no Canadá cada província tem sua Carteira de Motorista e leis pertinentes as elas. Eu vou falar sobre a província de Ontário, que é onde moro. A nossa carteira de motorista brasileira é válida aqui no Canadá com uma regra meio confusa, mas resumindo são 60 dias para residentes permanentes e 90 dias para turistas. Então se você está planejando uma viagem só a carteira simples (não precisa ser a internacional) é válida aqui.
As regras para conseguir a Carteira de Motorista aqui são diferentes e existem também graduações que você vai conquistando aos poucos. Vou simplificar rsrs


Graduações



Existem 3 níveis: G1  -   G2   -   G


G1


É a primeira carteira que você consegue depois de fazer um teste teórico. Igual no Brasil, tem um livro com as leis de trânsito e sinalizações e você precisa estudar para fazer a prova. É possível fazer o download do livro aqui ou comprá-lo nos centros de aplicação ou correios, o valor é CAD $16,00. As leis de trânsito aqui são um pouco diferentes então tem que estudar mesmo o livro!!! 

O teste consite em 20 questões de cada tema (leis de trânsito e sinalização) e você pode errar apenas 4 de cada. Não é necessário marcar um horário para fazer o teste, apenas comparecer em um Drivertest Centre com os documentos de identificação, pagar uma taxa de CAD $ 105,75 para estrangeiros e eles vão fazer umas perguntas, tirar uma foto,  fazer um teste de visão e depois te encaminham para uma sala onde o teste é aplicado. O teste é feito no computador e o resultado sai na hora. 

Se for aprovado, você já sai com um papel que substitui sua Carteira G1 até ela chegar pelo correios.

A G1 te dá direito a dirigir com alguém que tenha a carteira nível G do lado, não pode dirigir em rodovias de trânsito rápido e nem no período de 00h as 5h, não pode ter álcool no sangue e aqui você pode ter essa carteira quando completa 16 anos.


G2


Para conseguir esse nível, você precisa fazer um teste prático. Para quem tem 16 anos, pode fazer um curso de direção defensiva e pegar aulas práticas com instrutores credenciados e depois de 8 meses com a G1 é possível fazer o teste prático. Para quem já tem experiência de no mínimo 2 anos comprovada, pode marcar o teste no mesmo dia em que for aprovado na G1.

O teste prático é apenas dentro da cidade e você é avaliado numa lista de requisitos. Pode-se cometer alguns erros leves (acho que são até 4 erros ), com esquecer de checar o ponto cego, mas não pode quebrar nenhuma lei, como não parar completamente quando tem uma placa de PARE.

Com a G2 você não precisa de estar acompanhado e pode dirigir em qualquer horário. Mas ainda não pode ter álcool no sangue e pode ter a carteira suspensa com 9 pontos.


G


Esse é o último nível, e o teste é um pouco mais complicado. Você pode cometer menos erros que no teste para a G2 e também é avaliado dirigindo em uma rodovia. O teste dura em média 30 minutos.

Com esse tipo de carteira, você pode ter até 0,08% de álcool no sangue e pode receber suspensão se fizer acima de 15 pontos. 


DICAS


- Para quem tem experiência no Brasil acima de 2 anos, pode ir no Consulado Brasileiro com a CNH original e cópia, passaporte original e cópia e a consulta de pontos do Detran de onde sua Carteira foi emitida, pagar uma taxa (tem que ser cheque administrativo ou cartão de débito) eles vão emitir um documento atestando sua experiência no Brasil. Demora uns dias ficar pronto mas você pode deixar um envelope já com selo pago que eles enviam para o seu endereço

- Com esse comprovante de experiência, você não precisa fazer a G2 primeiro, pode tentar fazer direto o teste prático da G. Eu não aconselho e não ouvi nenhuma história de quem tentou fazer isso e passou. E se você não passar, tem que fazer a G2 não pode fazer a G novamente.

- Como no Brasil, fazer o teste em cidades menores é mais aconselhável. O trânsito aqui é muito intenso e existem leis diferentes do Brasil, então quanto menos trânsito para lidar, melhor.

- Faça algumas aulas com instrutores daqui. Não é obrigatório, mas é bom para conhecer melhor as particularidades do trânsito na prática.

Nossa experiência



Quer saber como foi nossa experiência? Tentei registrar ao máximo o passo a passo desse processo. Esperam que curtam!!









Beijos!



Mylla Amancio